VITAMINA D E SOL: MUITO IMPORTANTES PARA A SUA SAÚDE

417318_419633998083633_608851137_n

Compilado do livro “The UV Advantage” do Dr. Michael Holick

FATOS

A vitamina D ajuda a previnir depressão, osteoporose, câncer da próstata, câncer da mama e, até mesmo o diabetes e a obesidade. É talvez o nutriente mais subestimado no mundo, provavelmente porque é “gratuito”: seu corpo produz vitamina D quando a luz solar atinge a sua pele. As empresas farmacêuticas não podem vender a luz solar, por isso não há promoção dos seus benefícios à saúde.

Sobre a vitamina D:

1. É produzida pela pele quando nos expomos à radiação ultravioleta da luz solar.

2. Os saudáveis raios de luz solar que geram a vitamina D em sua pele não atravessam o vidro e, por isto, seu organismo não produz vitamina D quando você esta no carro, escritório ou em sua casa.

3. É quase impossível conseguir quantidades adequadas de vitamina D a partir da dieta, mesmo consumindo leite e outros alimentos enriquecidos. A exposição à luz solar é a única maneira confiável para seu corpo dispor de vitamina D.

4. Quanto maior a distância da linha do equador e o lugar onde você vive, maior será a exposição ao sol necessário para gerar vitamina D, pois depende do ângulo de incidência dos raios solares. Por exemplo: Canadá, Reino Unido e a maior parte dos EUA estão longe do equador e maior parte do território brasileiro está perto do equador.

5. Pessoas com a pigmentação escura da pele podem precisar de 20-30 vezes mais exposição à luz solar do que pessoas de pele clara para gerar a mesma quantidade de vitamina D. Por isso tambem que o câncer de prostata é muito frequente entre homens negros, pela simples deficiência de luz solar.

6. Níveis suficientes de vitamina D são essenciais para a absorção de cálcio, que ocorre nos intestinos. Sem vitamina D suficiente, seu corpo não pode absorver o cálcio, tornando o cálcio ingerido inútil.

7. A deficiência crônica de vitamina D não pode ser revertida rapidamente. São necessários meses de suplementação de vitamina D e de exposição à luz solar para “reconstruir” os ossos e o sistema nervoso.

8. Mesmo filtros solares fracos (FPS = 8) bloqueiam em 95% a capacidade do seu corpo de gerar vitamina D. É por isto que o uso constante de protetores solares pode provocar deficiência de vitamina D.

9. A exposição à luz solar não gera excesso de vitamina D em seu corpo, porque ele se auto-regula e produz apenas a quantidade que necessita.

10. Se a parte firme do seu osso esterno dói, você pode estar sofrendo de deficiência crônica de vitamina D.

11. A vitamina D é “ativada” pelos rins e fígado, antes de ser usada pelo organismo e, por isto, doenças renais ou hepáticas podem prejudicar muito a ativação da vitamina D circulante.

12. A indústria de protetores solares não quer que o público saiba da necessidade de exposição ao sol, porque isso significaria a queda nas vendas de seus produtos.

13. A vitamina D é um poderoso “remédio” que o seu próprio corpo produz inteiramente de graça e sem necessidade de prescrição médica!

14. Algumas substâncias denominadas “antioxidantes” aceleram muito a capacidade do organismo para lidar com luz solar, sem provocar danos. Também permitem que você fique exposto ao sol duas vezes mais tempo antes da pele “queimar”. Um exemplo de fonts tais antioxidantes são algumas frutas (açaí, romã, mirtilo, etc.), algas e alguns crustáceos marinhos (camarão, “krill”, etc.)

15. A exagerada exposicão ao sol pode causar câncer de pele, mas a falta de exposicão ao sol pode ser também muito prejudicial à saúde.

Doenças e condições causadas pela deficiência de vitamina D:

. Osteoporose: geralmente causada por falta de vitamina D que provoca deficiência na absorção de cálcio.

. Deficiência de vitamina D na infância causa o raquitismo, falta de calcificação dos ossos.

. Falta de vitamina D pode agravar o diabetes tipo 2 e prejudicar a produção de insulina pelo pâncreas.

. Bebês que recebem a suplementação de vitamina D (2.000 unidades por dia) têm um risco 80% menor de desenvolver diabetes tipo 1 durante os próximos vinte anos.

. Obesidade prejudica a utilização da vitamina D pelo organismo e obesos precisam de duas vezes mais vitamina D.

. Depressão, esquizofrenia e os cânceres de próstata, mama, ovário e de cólon são frequentes em pessoas com deficiência de vitamina D. Portanto, níveis normais de vitamina D ajudam a previnir estas doenças.

. O risco de desenvolver doenças graves como diabetes e câncer é reduzido de 50% a 80% através da exposição simples, à luz solar natural 2 a 3 vezes por semana.

. A depressão sazonal de inverno, muito comum nos países de clima temperado e frio, é causada por um desequilíbrio da melatonina, devido à baixíssima exposição ao sol.

. A vitamina D é utilizada no tratamento da psoríase, doença inflamatória crônica da pele.

. Deficiência crônica de vitamina D é muitas vezes diagnosticada erradamente como fibromialgia, porque seus sintomas são muito semelhantes: fraqueza muscular e dores.

Estatística chocante!

São deficientes em vitamina D: 40% da população dos EUA, 32% dos médicos e estudantes de medicina, 42% das mulheres afro-americanas em idade fértil, 48% das meninas de 9 a 11 anos, até 60% dos pacientes de hospitais, até 80% dos pacientes do lar de idosos e 76% das mulheres grávidas e 81% das crianças delas nascidas, as quais terão mais tarde na vida maior predisposição ao diabete tipo 1, artrite, esclerose múltipla e esquizofrenia.

O que fazer?

A exposição moderada à luz solar natural é a estratégia mais simples, mais fácil e ainda uma das mais importantes para a manutenção da sua saúde.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: